Prefeitura de Hortolândia recomenda população usar repelente para evitar Aedes aegypti

44

Equipes da UVZ percorrem Jardim Santa Clara do Lago, Jardim Villagio Ghiraldelli e Jardim Nossa Senhora Auxiliadora com ações de busca ativa e nebulização, nesta semana uma boa maneira para se proteger contra o Aedes aegypti é usar repelente. A Prefeitura de Hortolândia orienta a população sobre a utilização desse produto.

O veterinário da UVZ (Unidade de Vigilância de Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, Evandro Alves Cardoso, explica que os repelentes comercializados no mercado são eficientes contra o Aedes aegypti. “A maioria dos produtos disponíveis atualmente no mercado funcionam bem. Em especial os que são produzidos a base das substâncias icaridina ou DEET (dietil-meta-toluamida)”, salienta Cardoso.

A duração desses produtos varia de 6h a 12h, de acordo com cada fabricante e a substância utilizada. O veterinário ressalta que o repelente deve ser utilizado durante o dia, que é quando o Aedes aegypti está mais ativo. “A aplicação deve ser repetida conforme a orientação que consta no rótulo do produto”, salienta o veterinário. Os repelentes vendidos para o público são seguros e podem ser utilizados por pessoas com idade a partir de seis meses de idade.

Cardoso ainda orienta o uso de repelente pelas gestantes. O Aedes aegypti pode provocar vários problemas de saúde e complicações graves à gestante e ao seu futuro bebê. Já para pessoas alérgicas, a orientação é que elas devem ficar atentas com as formulações utilizadas na fabricação de cada produto. Se caso o uso provoque alguma reação, é importante procurar ajuda médica. O Procon de Hortolândia, órgão vinculado à Secretaria de Governo, também dá orientações ao consumidor sobre a compra de repelentes.

PERÍODO DE PICO

Nos últimos dias, a imprensa divulgou notícias sobre o fim da epidemia da Dengue em algumas regiões do Brasil. O veterinário Evandro Alves Cardoso alerta a população que na região onde Hortolândia está localizada o período de pico da Dengue na ainda não passou.

“Historicamente, o período de pico no número de casos notificados da doença em nossa região está previsto para ocorrer nesta e na próxima semana”, alerta Cardoso. Portanto, é importante que a população continue atenta e mantenha os cuidados para combater o Aedes aegypti.

Por sua vez, a Prefeitura de Hortolândia continua a fazer dela no combate ao mosquito semanalmente com as ações de busca ativa e nebulização. Nesta semana, as equipes da UVZ percorrem as regiões do Jardim Santa Clara do Lago e Jardim Villagio Ghiraldelli com a busca ativa. Já a nebulização é feita no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora.

A UVZ reforça a solicitação para que os moradores permitam a entrada dos agentes em suas casas para fazer a busca ativa e a nebulização. Os agentes do órgão estão identificados com crachá e uniforme.

As ações são importantes para combater o Aedes aegypti, e com isso evitar que a própria população contraia Dengue, Chikungunya ou Zika, causando assim aumento do número de casos na cidade. Para saber em quais ruas e regiões serão realizadas as ações, a população pode entrar em contato com a UVZ pelos telefones (19) 3897-3312 ou (19) 3897-5974.

A busca ativa consiste em visitas casa a casa pelos agentes para eliminar possíveis criadouros do Aedes aegypti. O objetivo é eliminar o inseto ainda na fase larval. Caso sejam encontradas larvas, os agentes recolhem algumas delas para identificação em laboratório. De acordo com a UVZ, 80% dos focos de criadouros estão nas casas das pessoas.

Nas visitas, os agentes também dão orientações aos moradores sobre como evitar a reprodução do mosquito. Eles ainda inquirem se algum ocupante da casa apresentou ou está com algum sintoma de Dengue. Em caso positivo, a orientação é para que a pessoa procure a UBS (Unidade Básica de Saúde), mais próxima de onde mora ou de referência, para receber atendimento e tratamento adequado e possibilitar que seja feita a notificação correta do caso.

Já a nebulização consiste em espalhar um tipo de inseticida no ar para eliminar os mosquitos Aedes aegypti adultos. Antes do início da ação, as equipes da UVZ passam nas casas para avisar os moradores. Os agentes utilizam nebulizadores fixados nas costas para espalhar o inseticida em forma de vapor. O trabalho dura entre 15 a 20 minutos.

Enquanto a nebulização é realizada, o órgão solicita para que os moradores fiquem fora de suas casas e, após o fim da ação, aguardem 15 minutos para poder entrar. De acordo com a UVZ, o inseticida é seguro e não faz mal para as pessoas. A ação é também executada na parte frontal dos imóveis que, porventura, estejam fechados.

De acordo com a UVZ, Hortolândia registra neste ano 2.277 casos notificados de Dengue, dos quais 388 casos positivos e nenhum óbito. Já de Chikungunya são 15 casos notificados, sendo um caso positivo e nenhum óbito. Neste ano, Hortolândia ainda não registra nenhum caso notificado de Zika.

Fonte: Decom Prefeitura Municipal de Hortolândia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui