Prefeitura de Hortolândia alerta população sobre sintomas da Febre Maculosa

72

Caso a pessoa apresente sintomas da doença após ter frequentado área verde, deve procurar imediatamente unidade de saúde

Em razão dos recentes óbitos por Febre Maculosa notificados na região, a Prefeitura de Hortolândia alerta a população para tomar cuidados a fim de evitar a doença.

A Prefeitura também alerta as pessoas que, porventura, estiveram nos eventos realizados no local considerado de risco de infestação do carrapato transmissor da doença para que fiquem atentas. Em caso do surgimento de sintomas da doença, essas pessoas devem procurar ajuda médica. A Secretaria de Saúde já orientou as unidades da rede municipal para que reforcem o atendimento às pessoas com sintomas ou suspeita de Febre Maculosa.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, a ocorrência da Febre Maculosa se intensifica nesta época do ano (outono-inverno). A doença é transmitida para o ser humano por meio da picada do carrapato (a espécie chamada carrapato-estrela) infectado com a bactéria que causa a doença. O carrapato é um animal artrópode da mesma classe da aranha que vive em áreas verdes, de mata ou à beira de córrego.

O órgão salienta que a evolução da doença acontece num curto espaço de tempo, entre quatro a cinco dias após o início dos sintomas. Por isso, é importante que a pessoa infectada procure ajuda médica imediatamente assim que surgirem os sintomas. Segundo o órgão, a letalidade da doença é altíssima entre o 7º e 9º dia da doença.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, os sintomas da doença são febre alta, cefaleia, náusea, vômito, dor abdominal, mal-estar generalizado, manchas vermelhas nos pulsos e tornozelos que se espalham nas palmas e solas dos pés, entre outros. O órgão salienta que a progressão da Febre Maculosa varia de pessoa para pessoa. Por isso, nem todos os pacientes podem apresentar todos os sinais ou sintomas listados acima. Além disso, a Vigilância Epidemiológica reforça para que as pessoas com suspeita da doença evitem fazer a automedicação e procurem ajuda médica.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, Hortolândia registra neste ano 26 casos notificados de Febre Maculosa, dos quais 1 positivo que veio a óbito já confirmado.

ÁREAS DE RISCO

A Vigilância Epidemiológica reforça que pessoas que tenham frequentado alguma área verde, com risco ou não de infestação de carrapato, e comecem a apresentar sintomas da doença também devem procurar ajuda médica.

Caso seja necessário ir a alguma área de mata ou à beira de córrego, a Prefeitura orienta para que a população use roupas que cubram todo o corpo e calçados, de preferência de cano alto, evitando assim que o carrapato fique grudado na pele.

A UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), também órgão da Secretaria de Saúde, informa que locais no município onde há risco de infestação de carrapato estão identificados com placas. Por isso, o órgão reforça a orientação para que a população evite circular nesses lugares. A lista de locais com risco de infestação de carrapato está no arquivo anexo abaixo.

Fonte: Portal Prefeitura Municipal de Hortolândia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui