Hortolândia lança Programa de Eficiência Energética

55

Durante cerimônia, Governo Federal reconheceu Hortolândia como modelo nacional na geração de energia sustentável

A Prefeitura de Hortolândia lançou, nesta segunda-feira (11/12), o Programa de Eficiência Energética no município. A solenidade de inauguração reuniu autoridades representantes das três esferas do Governo no canteiro de obras do Novo Paço Municipal, em fase de construção no Jd. Novo Ângulo, onde já está em operação uma das usinas fotovoltaicas que integram o programa energético municipal. Anfitrião do evento, o prefeito de Hortolândia, José Nazareno Zezé Gomes, recebeu como convidado de honra o ministro de Minas e Energia do Governo Federal, Alexandre Silveira.

Sob os 1.800 painéis solares que formam a usina fotovoltaica da nova sede do Executivo Municipal, o público presente no evento prestigiou o lançamento do programa e conheceu as ações adotadas pela cidade na geração de energia limpa e sustentável. Entre as ações implementadas pela Prefeitura de Hortolândia por meio do Programa de Eficiência Energética, está a garantia de autonomia total na geração de energia elétrica em todos os 190 prédios públicos da Administração Municipal. A geração da energia será possível com a ativação de 21 usinas fotovoltacais, das quais 12 estarão operantes até o final do ano. O programa municipal viabilizará, ainda, ações para redução do uso de papel nos fluxos administrativos e a substituição da frota de veículos à combustão por carros elétricos.

Para o prefeito de Hortolândia, o reconhecimento nacional pelas ações adotadas no segmento energético se justifica pelo planejamento a longo prazo. “Hortolândia se tornou uma cidade referência no Brasil na questão energética e isso só foi possível com muito planejamento em pensar a cidade 30 anos à frente. Esse planejamento nos dá condições de fazer, hoje, um tratamento da energia limpa, cuidar do meio ambiente e investir na qualidade de vida do nosso povo. Enquanto o mundo discute a agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de 2030, nós já estamos colocando em prática várias ações de sustentabilidade, como a política do Papel Zero”, declarou Zezé Gomes, ao anunciar que a Prefeitura fomentará a aquisição de veículos elétricos por parte da população ao disponibilizar 19 eletropostos espalhados pela cidade, até março de 2024.

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, classificou as ações adotadas por Hortolândia no segmento energético como modelo a ser seguido em âmbito nacional. “Hortolândia demonstra para o Brasil a importância de boas políticas, em especial do setor energético. É um protagonismo que nós temos certeza de que vai virar modelo para o Brasil inteiro. Hortolândia, sem dúvida, hoje, dá uma demonstração de que os municípios são grandes parceiros do Governo Federal a fim de que possamos aplicar de forma mais rápida a transição energética na vida das pessoas”, enfatizou o ministro Alexandre Silveira.

Uma das primeiras etapas do programa municipal de eficiência energética aconteceu em 2020, quando a Prefeitura promoveu a transição do sistema de iluminação pública de tecnologia em vapor de sódio para lâmpadas com tecnologia LED, como explica o secretário de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, Carlos Roberto Prataviera Júnior. “Esse programa de eficiência energética, que é o maior programa do tipo implementado no Brasil, vem sendo planejado há mais de três anos, quando tornamos Hortolândia o município mais iluminado da RMC (Região Metropolitana de Campinas) e um dos mais iluminados do país. Algumas ações ainda serão feitas, como substituir os eletrodomésticos dos prédios públicos por aparelhos mais eficientes em consumo energético”, afirmou Prataviera, ao esclarecer que somente com a geração de energia solar, o município poupará R$ 4 milhões por ano.

A deputada estadual, Ana Perugini, presente no evento, apontou os avanços na segurança pública com os investimentos em iluminação. “Nós sabemos que os investimentos em iluminação pública trazem muitos benefícios para a cidade, já que ruas mais iluminadas ajudam a diminuir os índices de violência em vias públicas e reduzem casos de atropelamento noturno. Mais do que pensar a questão econômica, a Prefeitura de Hortolândia demonstra o cuidado e atenção às pessoas”, comentou Ana Perugini.

Já o secretário de Governo de Hortolândia, Carlos Augusto César, o Cafú, destacou o caráter social do programa municipal de eficiência energética. “Mais do que lançar para o Brasil e para o mundo um programa que estimula 100% da eficiência energética, Hortolândia é a única cidade no Brasil que está reduzindo a taxa de cobrança da CIP (Contribuição para Custeio de Serviço de Iluminação Pública) para os moradores. Uma cidade que pensa no futuro, coloca planejamento e coragem para preparar o desenvolvimento dos próximos anos”, esclareceu Cafú. A redução de 10% na cobrança da CIP será viabilizada por meio do excedente energético produzido pelas usinas fotovoltaicas, após aprovação de legislação específica.

Além de implementar ações que trarão impactos no presente, a Prefeitura de Hortolândia adota medidas educacionais que visam ensinar as futuras gerações de consumidores sobre o uso correto, seguro e eficiente da energia. Uma dessas ações foi realizada em escolas municipais, entre 2019 a 2022, em parceria com a CPFL Energia. O Ceo da concessionária de energia, Gustavo Estrella, comenta a parceria com a Prefeitura. “É uma satisfação muito grande para a CPFL apoiar um projeto dessa importância. Hortolândia é uma cidade super relevante para nossa área de concessão, já que é um centro de expansão dos datacenters. Essa não é uma agenda apenas ambiental, mas também social. Esse projeto faz parte do nosso modo de fazer negócio. Uma cidade com uma agenda tão positiva como Hortolândia casa com nossa agenda de investimentos e expansão”, opinou Gustavo Estrela, ao anunciar que a companhia deverá aplicar, até 2026, cerca de R$ 70 milhões de investimentos para a instalação de mais uma estação de energia elétrica na cidade.

Também compuseram a mesa de honra da cerimônia de lançamento do Programa de Eficiência Energética de Hortolândia o presidente da Câmara dos Vereadores de Hortolândia, Edivaldo Araújo, e o presidente da CONSIMARES (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos) e prefeito de Elias Fausto, Mauricio Baroni, além de autoridades de cidades da região.

Fonte: Dpto Comunicação Prefeitura Municipal de Hortolândia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui