Governo Estadual contempla Hortolândia com moradias do Programa Vida Longa

34

da Prefeitura
Serão 28 moradias voltadas a pessoas idosas em situação de vulnerabilidade social; município também foi contemplado com 141 cartas de crédito imobiliário

A boa relação entre Prefeitura de Hortolândia e governo estadual continua a beneficiar a população. O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, anunciou, nesta sexta-feira (26/04), um pacote de medidas para viabilizar a construção de 28 unidades habitacionais do Programa Vida Longa, em Hortolândia. As moradias serão destinadas a idosos em situação de vulnerabilidade e risco social, com vínculos familiares fragilizados. O prefeito de Hortolândia, José Nazareno Zezé Gomes, participou do anúncio das medidas, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, acompanhado do secretário de Habitação, Rogério Mion. O anúncio ocorreu um dia após o governador Tarcísio de Freitas visitar Hortolândia para a inauguração da Praça da Cidadania.

O prefeito de Hortolândia, Zezé Gomes, elenca obras e empreendimentos realizados na cidade por meio da parceria com o Governo do Estado de São Paulo. “Quando colocamos a cidade em primeiro lugar, as parcerias firmadas têm resultados positivos o tempo todo. O anúncio do governador Tarcísio na manhã de hoje é um exemplo do sucesso da parceria de Hortolândia com o Governo do Estado. Ontem (25/04), já colhemos frutos dessa relação, quando o governador esteve na cidade para inaugurar a nossa Praça da Cidadania. O desenvolvimento que trouxemos para a cidade nos últimos anos está alicerçado por obras e serviços garantidos por essas parcerias. Só para citar alguns exemplos, temos a coleta e tratamento de esgoto que acelerou o desenvolvimento da cidade, o Corredor Metropolitano, a Regularização Fundiária que já garantiu o título de propriedade para cerca de três mil famílias, temos a construção de 152 apartamentos no bairro Monte Sinai, a construção do viaduto do Jardim Nova Europa e a Delegacia da Mulher”, declarou Zezé Gomes.

O Programa Vida Longa tem por objetivo implantar equipamentos comunitários de moradia gratuita voltados a idosos em situação de vulnerabilidade e risco social, com vínculos familiares fragilizados ou rompidos, sem acesso à moradia, que estejam inseridos no programa assistencial CadÚnico (Cadastro Único). Para serem contemplados pelo programa, os idosos devem ser residentes no município há pelo menos dois anos.

Durante a solenidade de inauguração da Praça da Cidadania, o Chefe do Executivo Estadual se dirigiu aos idosos do CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) e reforçou a importância de implantar políticas públicas voltadas à pessoa idosa no município.

“Quando eu cheguei aqui, eu vi tantas pessoas usando a camiseta da “Melhor Idade”. Toda vez que eu vejo o público da melhor idade eu já penso no nosso programa Vida Longa, que são construções adaptadas a pessoas que estão na terceira idade. Aqui em Hortolândia cabe o Vida Longa. Podem ter certeza que o caminho de parceria apontado, hoje, pelo prefeito Zezé Gomes está apenas começando. Vem muito mais por aí”, declarou Tarcísio de Freitas.

Em contrapartida à contemplação pelo Programa Vida Longa, a Prefeitura de Hortolândia se responsabiliza pela indicação dos beneficiários, pela doação dos terrenos onde serão construídas as moradias e pela gestão e manutenção do equipamento público.

Para o secretário de Governo de Hortolândia, Carlos Augusto César, o Cafu, a oferta de equipamentos comunitários voltados à população por meio de políticas conjugadas com o Governo do Estado reflete o poder de articulação política do município com as demais esferas. “O anúncio das cartas de crédito imobiliário e do Programa Vida Longa demonstra que o nosso governo é um governo de diálogo. Nós mantemos uma boa relação tanto com o Governo  Estadual quanto com o Governo Federal, e esta é mais uma demonstração”, afirmou Cafu.

HABITAÇÃO

Além de receber o Programa Vida Longa, Hortolândia foi contemplada com 141 CCI (Cartas de Crédito Imobiliário) pelo programa habitacional Casa Paulista. As linhas de créditos anunciadas à Prefeitura permitirão que famílias de baixa renda negociem a compra do primeiro imóvel diretamente com as construtoras. O trâmite será realizado entre o comprador e a empreiteira. Em Hortolândia, os empreendimentos participantes do Programa Casa Paulista serão construídos no Jardim Nova Alvorada. O valor do subsídio por família será de R$ 13 mil reais.

O secretário de Habitação de Hortolândia, Rogério Mion, comemora os créditos imobiliários destinados à população hortolandense. “Eu e o prefeito Zezé Gomes saímos do Palácio dos Bandeirantes com a sensação de missão cumprida, já que o governador Tarcísio tem atendido nossas solicitações. A concessão de créditos imobiliários pelo estado tem se demonstrado efetiva para colaborar com as medidas de habitação adotadas pela Prefeitura. Além do Casa Paulista, nossa parceria com o Governo do Estado viabilizou o início das obras de 152 moradias no Monte Sinai e vai impulsionar o processo de regularização fundiária, até o final do ano, de cerca de 4.500 moradias”, esclareceu Rogério Mion. As moradias do Monte Sinais estão em fase de obras. O empreendimento é firmado por meio de um convênio com o programa CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo).

Fonte: Departamento Comunicação da Prefeitura

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui